Banco Mundial vê China comunista mais aberta aos negócios que o Brasil

17 de novembro de 2015


Análise concluiu que burocracia excessiva favorece a corrupção

Ufa - Rússia, 09/07/2015. Presidenta Dilma Rousseff participa de encontro bilateral com o Presidente da República Popular da China, Xi Jinping durante a VII Cúpula do BRICS. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

ANÁLISE CONCLUIU QUE BUROCRACIA EXCESSIVA FAVORECE A CORRUPÇÃO NO BRASIL. FOTO: ROBERTO STUCKERT FILHO

Estudo realizado pelo Banco Mundial chegou à perturbadora conclusão de que a China, apesar de governada pelo Partido Comunista há décadas, apresenta ambiente mais favorável aos negócios do que Brasil governado pelo PT, Argentina e Venezuela, além de outros países da América Latina. Batizado de “Fazendo Negocios 2016”, o documento diz, ainda, que a maioria dos países latinos têm mais obstáculos para se abrir, operar e fechar uma empresa que estados comunistas como Vietnã e China.

A análise levou 189 países em consideração e concluiu que a excessiva burocracia favorece a corrupção desenfreada, alimentando a informalidade. Segundo o especialista em América Latina, Andrés Oppenheimer, “essa notícia deveria alarmar toda a América Latina, num momento em que a região precisa urgentemente de investimentos estrangeiros”.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades