Brasil já tem 3.893 casos suspeitos de microcefalia

21 de janeiro de 2016


Registros foram feitos em 764 municípios

gravida zika microcefalia foto EBC

PERNAMBUCO É ESTADO COM MAIOR NÚMERO DE CASOS SUSPEITOS (FOTO: EBC)

Do Diário do Poder

O número de casos suspeitos de microcefalia relacionados ao vírus zika subiu de 3.530 para 3.893. Os registros foram feitos em 764 municípios, distribuídos em 21 unidades da federação. Até agora, foram notificadas 49 mortes provocadas pela má-formação. Do total de óbitos, 5 tiveram confirmadas a infecção por zika.

Segundo informações do Ministério da Saúde, Pernambuco continua a ser o Estado com o maior número de casos suspeitos (1.306), o que representa 33% do total registrado em todo o País.

O diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch afirmou que o “esforço concentrado” dos governos deve servir para interromper a proliferação do zika nos próximos meses. Sobre o aumento da circulação de pessoas no país durante o período do Carnaval, inclusive para estados em que existem os maiores números de casos suspeitos, como Pernambuco e Bahia, ele afirmou que pessoas com o vírus já foram identificadas em “praticamente todos os estados”.

“A circulação grande de pessoas pelo país não deve ter impacto muito grande porque o vírus já está circulando”, disse. “O que pode acontecer é que algumas pessoas que estão em lugares com muito pouco mosquito podem adquirir em algum outro lugar, mas não muda a vulnerabilidade do estado. O contato já existe”.

Para especialistas, a passagem de milhares de turistas por capitais com tradicionais carnavais de rua em estados com alto número de casos de bebês nascidos com microcefalia e suspeita de ligação com o zika vírus pode representar um “coquetel explosivo” e ajudar a espalhar ainda mais a doença pelo país.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades