Crea-PE deverá discutir, em nível nacional, a conclusão das obras da Transposição no Nordeste

7 de julho de 2015


IMG_2836

O Presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, esteve na tarde desta segunda-feira (06), juntamente com o professor Mário Antonino e o chefe de Gabinete do Conselho Joadson de Souza Santos, na sede da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), onde foi recebido pelo presidente da Agência, Marcelo Cauás Asfora, pelo secretário Executivo de Recursos Hídricos do Estado, Almir Cirillo, pelo gerente Geral de Obras Hídricas, Celso Agra, pelo Gerente de Recursos Hídricos, Mauro Lacerda, pela gerente Geral de Infraestrutura Hídrica, Lorenza Leite e pela representante do staff da secretaria de Recursos Hídricos, Fátima Batista.

Na visita, o presidente do Crea-PE, tratou da proposta do conselheiro federal pelo Estado da Paraíba, engenheiro agrônomo José Geraldo de Vasconcelos Baracuhy que propôs, ao presidente Evandro Alencar, a realização de um evento, em Salgueiro (PE), incluindo os presidentes dos Creas do Nordeste que estão na rota das obras da Transposição do São Francisco para, juntos, discutirem com representantes do Governo Federal, a conclusão das obras que já têm 70% acabadas.

Embora as precipitações pluviométricas possam não acontecer no prazo esperado, tanto o secretário Executivo quanto o presidente da APAC, concordam que, com todo o investimento já realizado, a obra tem que terminar.

Além de discutir questões técnicas relativas ao assunto, o presidente Evandro Alencar, aproveitou a oportunidade para convidar os dois representantes para se juntar ao grupo e participar do evento que acontecerá este ano, mas ainda não tem data marcada. Outro objetivo do presidente do Crea-PE, a exemplo do que tem feito em diversas oportunidades, foi buscar a aproximação dos dois órgãos públicos com o Conselho pernambucano.

“Foi um contato extremamente proveitoso, tanto do ponto de vista da troca de informações acerca da transposição como da oportunidade de estreitar as relações entre os órgãos e o Crea-PE. Também pudemos contar com o compromisso de participação deles no evento que deverá, por sugestão dos dois gestores públicos, contar com a participação de representantes dos mesmos organismos, instalados em outros Estados do Nordeste”, informou satisfeito, Evandro Alencar.

Os próximos passos deverão ser dados na busca de uma unidade de interesses que deverá nortear a participação de todos os Creas do Nordeste, inclusive, daqueles que não são beneficiados diretamente pelas obras da Transposição. A princípio, a propostas é que estes trabalhem na revitalização do Velho Chico, promovendo, por exemplo, a recuperação da mata ciliar, e demais ações que revertam o assoreamento nas margens do rio.

Assessoria de Imprensa do Crea-PE

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades