Delcídio confessa ao STF que é um contador de lorotas

22 de dezembro de 2015


Ele admite blefar e fazer bazófias e isenta o banqueiro Esteves

delcidio amaral by marcos oliveira ag senado

SENADOR PRESO CONFESSA QUE GRAVAÇÃO É MAIS UMA DE SUAS LOROTAS. FOTO: MARCOS OLIVEIRA/SENADO

Do Diário do Poder

Por meio dos advogados, o senador Delcídio Amaral (PT-MS) chama de “delirante e fantasioso” o conteúdo da gravação em que ele insinua influência sobre políticos e magistrados, e de “blefes e bazófias” o que afirmou na conversa com Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, que o levou à prisão no dia 25 passado. Ele também inocenta o banqueiro André Esteves, solto neste sábado (19).

A referência a Esteves, diz a defesa de Delcídio, “foi um blefe” para dar à família Ceveró a ideia de que poderia obter “consolo” ou “vantagem”.

Delcídio também procurou inocentar seu chefe de gabinete, Diogo Ferreira, afirmando que ele sempre agiu sob sua ordem e confiança.

O criminalista Kakay disse ter feito forte prova da inocência de Esteves e confia que a Justiça nem sequer receberá a denúncia contra ele.

Delcídio lembra que cópia do acordo de delação de Ceveró, apreendida com investigados, já havia sido publicado em revistas semanais. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades