Dilma e Aécio no velório: um beijo selou a paz

4 de abril de 2015


Folha de São Paulo

Dilma Roussef e Aécio Neves se cumprimentam durante debate

O encontro entre Dilma e Aécio Neves (PSDB-MG) no velório de Thomaz Alckmin foi afável. Os dois se cumprimentaram com um beijo, revela Mônica Bergamo, na sua coluna da Folha de S.Paulo deste sábado.

Segundo a colunista, apresidente estava em dúvida, anteontem, se deveria ou não comparecer ao velório de Thomaz, filho do governador Geraldo Alckmin, em São Paulo. Ela temia que o gesto fosse interpretado como exploração política.

Antes de tomar a decisão, Dilma conversou com ministros e amigos comuns dela e de Alckmin. Ela própria ponderava, nas conversas, que se dá bem com o governador e que gostaria de mostrar a ele solidariedade efetiva e pessoal.

Antes de a presidente tomar a decisão, foi feita uma sondagem com interlocutores de Alckmin. Depois disso, ela resolveu viajar a SP.

O governo de São Paulo providenciou também uma maneira de Dilma entrar no hospital Albert Einstein por meio de uma passagem que o liga ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo e residência oficial de Alckmin.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades