Em Araripina, Ministério Público recomenda intensificação das ações de combate ao mosquito transmissor da dengue

27/04/201512h:15 por

O Ministério Público de Pernambuco através da 2ª Promotoria de Justiça de Araripina recomendou no último final de semana que a Prefeitura de Araripina adote medidas no sentido de combater a propagação do mosquito da dengue e da febre chikungunya.

De acordo com a recomendação o número de casos de dengue e de febre chikungunya registrados em Pernambuco está em alta e por conta disto o MPPE elencou uma série de medidas emergenciais como por exemplo a limpeza de todos os lotes, terrenos e demais imóveis públicos; realização de visitas domiciliares para constatar a eventual existência de focos do mosquito e notificar os moradores e conscientização da população por meio de campanhas, informes e palestras nas escolas e órgãos públicos.

Segundo o Promotor de Justiça, Manoel Dias, a Prefeitura deverá remeter informações ao MPPE detalhando as ações e programas de combate às doenças. Na recomendação o Promotor destaca que a inobservância da recomendação e a omissão do poder público no combate à dengue ensejará a adoção de medidas judiciais cabíveis com ações de improbidade administrativa.

A Secretaria de Saúde do município aplicou inseticidas nos quarteirões dos locais onde foram notificados casos de suspeita de dengue. O objetivo é bloquear a transmissão da doença com o ataque direto ao mosquito transmissor.

Sistema Grande Serra de Comunicação.