Estiagem prolongada afeta a produção do Banco do Nordeste

25 de fevereiro de 2015


Banco_do_Nordeste

O setor rural foi o mais prejudicado

Por Denny Farias da CBN Recife

A estiagem prolongada que assola o nordeste brasileiro também afetou o maior banco de desenvolvimento da região e provocou a retração de um dos segmentos de atuação do grupo: o setor rural.

A falta de programas emergenciais de enfrentamento às secas acabou desestimulando a abertura de novas áreas de produção.

A exemplo do Brasil, em Pernambuco, reservatórios de água no interior do estado e no grande recife já beiram o colapso.

Mesmo com a retração no setor rural, 2014 foi um ano positivo para a instituição de fomento ao desenvolvimento da região nordeste, cujo sócio majoritário é o governo federal. A marca do Banco do Nordeste foi valorizada em 16% no último ano, alcançando o valor de US$ 333 milhões, subindo 21 posições no ranking dos 500 bancos mais valiosos do mundo.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades