II ENAGRO atrai público estimado em mais de mil de pessoas

4 de junho de 2015


Foto: Fabiano Alencar

Realizado pelo Sebrae em Pernambuco, o 2º Enagro – Encontro de Agronegócios do Sertão do Araripe atraiu um público estimado em mais de mil pessoas à Faculdade de Ciências Agrárias de Araripina (Faciagra) no último fim de semana. O evento teve como tema “Desenvolvimento sustentável: diferencial para os produtores rurais” e trouxe uma programação de palestras, oficinas e rodadas de negócio, além de concursos e exposição de animais e produtos agropecuários.

Ao todo, 24 estandes levaram ao público produtos da região, entre mel, licores, queijos, frutas e verduras orgânicas e até doces e geleias. Destaque para os produtos do fruto da umbuzeira, o umbu, iguaria típica do sertão nordestino e matéria-prima utilizada pela cooperativa da Fazenda Caboclo, do município de Santa Cruz.
Através do trabalho desenvolvido pela unidade Sertão do Araripe do Sebrae em Pernambuco, a cooperativa conseguiu criar uma marca própria e dar identidade aos doces de compota e outros produtos feito do umbu: “Nós já sabíamos fazer sorvetes, doces de diversos tipos e texturas e até o armazenamento correto, já que a fruta só dá três meses por ano, mas tínhamos dificuldade em nos mostrar ao grande público”, disse o produtor rural Adalton Gomes. “Com a criação de nossa identidade, criamos uma logomarca e foi possível, através da orientação empresarial, divulgar os nossos produtos”, completou Gomes.
A segunda edição do Enagro incluiu a realização do 11º Encontro Estadual da Apicultura e da 2ª Mostra de Caprinos de Araripina. Além disso, uma Unidade Móvel de Laticínios do Senai realizou oficinas de lácteos para os participantes. Durante o encontro, o Ministério do Desenvolvimento entregou vinte selos da Agricultura Familiar aos produtores rurais da região, fazendo com que o estado contabilize 28 selos no total – o que representa o primeiro lugar no Nordeste e o sexto no País em número de certificados.

Agronegócios no Araripe – Apesar da estiagem, a região do Araripe tem vivido um novo momento no cenário do Agronegócio no estado. Para os produtores rurais atendidos pelos projetos do Sebrae Sertão do Araripe, a situação hídrica vem sendo encarada como uma oportunidade de rever conceitos e aperfeiçoar e adotar novas técnicas de manejo e gestão.
Com isso, o Enagro – Encontro de Agronegócios do Sertão do Araripe já está consolidado no calendário de eventos do município, que desponta como um dos maiores da região em agronegócios. Destaque para a bacia leiteira, que é a segunda maior do estado, e a cadeia produtiva do mel, que já chegou a ser uma das maiores do País.

Para a gestora da Unidade Sertão do Araripe do Sebrae em Pernambuco, Lucélia Souza, a troca de informações entre os produtores e o associativismo promovido pelo Sebrae ajudam na formação do agronegócio eficiente no estado. “O Sertão é riquíssimo. Então, nosso objetivo é oportunizar as ideias e maximizá-las para que a região se desenvolva de forma mais rápida e sólida”, disse a gestora. “São ações como o Enagro que melhoram a vida de pessoas que convivem diariamente com o desafio de contornar as dificuldades da seca”, completou Lucélia Souza.

De acordo com a analista da Unidade Sertão do Araripe do Sebrae/PE Maria Josiana Ferreira, a ideia é que a unidade possa maximizar as oportunidades que a região apresenta: “Temos que valorizar a produção rural, pois é ela que movimenta a região. Não apenas a caprinocultura, nem o polo gesseiro, mas toda a cadeia do agronegócio”. A unidade do Sertão do Araripe do Sebrae/PE possui uma área de cobertura de 11 municípios localizados no Sertão pernambucano.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades