Justiça brasileira usa banco de DNA pela primeira vez em julgamento

21 de setembro de 2015


Sistema cruza informações genéticas de presos com as encontradas em locais de crime. Tecnologia já é utilizada pelo FBI, a polícia americana.

Do G1

Capture

Um banco genético que unifica materiais colhidos de acusados de crimes no Brasil inteiro. Essa é uma aposta para evitar acusações injustas no sistema penitenciário do país. Israel, um homem acusado de estupro no Rio Grande do Sul. Na cena do crime, uma mancha de sangue que não bateu nem com o sangue de Israel nem com o da vítima.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades