Manifestações são destaque nos principais jornais do mundo

16 de março de 2015


Os protestos eram a manchete do espanhol “El País” no início da noite de domingo dia 16,  (horário de Brasília): “Um milhão de brasileiros saem às ruas contra Dilma Rousseff”. “O incontestável êxito da manifestação põe uma bola perigosa no campo de um governo por si só já atribulado”, afirma o jornal espanhol no texto, que diz, ainda, que “os manifestantes que neste domingo abarrotaram a principal avenida de São Paulo pertencem às classes médias mais educadas, melhor preparadas e mais informadas do país”.

Manchete do “El País”: um milhão nas ruas contra Dilma – Reprodução de internet

O material do “El País” contava também com análise do correspondente do diário no Brasil, Juan Arias, além de uma fotogaleria com 14 imagens sob o título “O maior protesto da democracia do Brasil”. Uma outra reportagem também destaca na página inicial do jornal explica como o país, em um período de seis anos, passou de uma “era dourada à crua realidade da recessão técnica e o fim do milagre econômico”.

Na seção “Brazil” do huffingtonpost.com, em inglês, os protestos eram a manchete. Mas o destaque na edição espanhola do blog de notícias, o huffungtonpost.es, letras garrafais em verde estampavam o título “Basta, Dilma”. A manchete era acompanhada por uma grande foto de manifestantes carregando a bandeira brasileira em uma das muitas manifestações no país. O blog afirma que os atos deste domingo marcaram as “maiores manifestações de São Paulo, do Brasil e uma das maiores da história do país”.

“Basta Dilma”, mancheta a versão espanhola do Huffington Post – Reprodução de internet

O topo da versão americana do diário britânico de economia “Financial Times” era estampada com uma fotogaleria com diversas imagens dos protestos pelo país, que remetia à matéria “Milhares pedem o impeachment de Rousseff”, que detalha os principais protestos e contextualiza o cenário político e econômico no país. A versão britânica também estampou os protestos em sua capa, mas mais cedo.

“FT”: fotos dos protestos pelo Brasil – Reprodução de internet

Outro diário econômico, o americano “The Wall Street Jornal”, também deu destaque ao Brasil neste domingo, lembrando que os registrados nas ruas são “um resquício das manifestações de junho de 2013”. O fato de os protestos coincidirem com os 30 anos da democracia também foi ressaltado por um dos principais jornais dos Estados Unidos e do mundo.

Com muitas fotos e destacando as frases ditas pelos brasileiros nas ruas, o site da rede britânica BBC ressaltava que as pessoas foram às ruas por insatisfação com o governo e pelo escândalo de corrupção na Petrobras.

Manifestações no Brasil na manchete da BBC – Reprodução de internet

No britânico “Guardian”, as manifestações apareciam como o segundo assunto mais importante da seção internacional no início da noite, com destaque no alto e foto. O diário lembrava que os protestos eram de manifestantes de direita movidos por frustração com a economia e o escândalo de corrupção na Petrobras.

Na vizinha Argentina, o “La Nación” registrou a agitação no Brasil, com fotos e vídeos das manifestações. “Milhões de pessoas protestam no Brasil contra o governo Dilma Rousseff”, diz o título da matéria, que também relaciona os atos pelo país à alta de quase 30% no valor do dólar frente ao real em um ano.

O também argentino “Clarín” mostrou na sua página inicial de sua versão digital uma foto da Praia de Copacabana tomada de gente. A chamada “crise vizinha”, segundo o jornal, foi “autoconvocada pelas redes sociais com apoio de partidos opositores”. O jornal também destacou o fato de movimentação ocorrer no dia em que o retorno da democracia ao país faz 30 anos.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades