Para sonegar impostos, empresa envia 131t de açúcar a destino falso

15 de julho de 2015


Carga de açúcar foi interceptada em Araripina, PE.
Quatro carretas transportavam material.

Capture

Apreensão de 131 toneladas de açúcar (Foto: Rayanne Marinho/Secretaria da Fazenda de Pernambuco)

Um carregamento ilegal de açúcar do tipo cristal foi apreendido em Araripina, no Sertão de Pernambuco. 131 toneladas do material foram interceptadas em quatro carretas pela Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE), na última sexta-feira (9). O produto estava sendo transportado para um destinatário inexistente.

Capture

Carga foi apreendida em um posto fiscal em Araripina (Foto: Rayanne Marinho/Secretaria da Fazenda de Pernambuco)

“Os fornecedores da mercadoria criaram uma operação de transporte fictícia, para um destinatário que não existe, com a intenção de sonegar o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)”, explicou o diretor de Operações Estratégicas da Sefaz-PE, Anderson Alencar.

Segundo o diretor, o que levantou a suspeita da Secretaria foi o volume da movimentação. “Devido à grande quantidade de açúcar para apenas um destinatário em Olinda-PE, a Fazenda suspeitou. Ao verificar a nota fiscal, foi identificado que o endereço não existia, então foi emitido um aviso de bloqueio por movimentação suspeita”, disse.

O carregamento saiu da cidade de União, PI, e tinha como destino uma empresa supostamente localizada no bairro do Rio Doce, em Olinda. Os motoristas das carretas foram encaminhados à Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária, em Recife. Os condutores prestaram depoimento e foram liberados.

Os reais compradores do açúcar estão sendo investigados sob sigilo. Eles devem pagar os impostos da carga, que somam aproximadamente R$ 32 mil, além de uma multa de 200% sobre o valor da mercadoria, que está avaliada em R$ 190 mil.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades