Pernambuco prestes a vivenciar a segunda maior desmobilização da história do país

6 de fevereiro de 2015


Suape

Com a conclusão de Suape, 40 mil operários vão perder o emprego

Por Roberto Gonçalves

Nos bastidores da Justiça do Trabalho, costuma-se dizer que quanto mais demanda para os magistrados e servidores, é porque há mais trabalho no mercado e trabalhadores atrás dos seus direitos.

Mas, nem sempre. Pernambuco está prestes a vivenciar nestes próximos dois anos, a segunda maior desmobilização da história do Brasil com a conclusão das obras do complexo de Suape, no litoral sul, e mais de 40 mil operários perdendo o emprego.

Um momento histórico que fica atrás apenas da desmobilização dos operários que construíram a capital federal.

Nessa quinta-feira, tomaram posse os novos dirigentes eleitos do tribunal regional do trabalho para este próximo difícil biênio.

Além da desembargadora Gisane Barbosa de Araújo para a presidência, assumiram também o desembargador Ivan de Souza Alves a corregedoria e a desembargadora Vírginia Malta Canavarro a vice-presidência.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades