Pernambuco vai propor incluir rota Salgueiro-Petrolina ao traçado da Transnordestina

8 de outubro de 2015


Transnordestina_obra

Mobilização integra projeto executivo do estado e comissão especial de obras do PAC, formada por deputados da Assembleia Legislativa (Alepe).

Diário de Pernambuco

O governo de Pernambuco vai apresentar até o fim do ano um projeto executivo para que uma conexão entre Salgueiro e Petrolina seja integrada ao traçado da Ferrovia Transnordestina. O documento está sendo elaborado pela secretaria de Desenvolvimento econômico de Pernambuco, do qual só faltam os pontos que tratam do orçamento previsto e os módulos ambientais para viabilizar o trecho. A tarefa não é tão simples. O trecho em questão não está incluído no contrato de concessão entre governo federal e e Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), o que exige alteração de contrato. A Transnordestina Logística (TLSA), empresa responsável pela obra, se mostrou interessada no projeto. Haverá mobilização política para inclusão do ramal.

Salgueiro tem uma posição estratégica na implantação da ferrovia. É na cidade que está instalada a fábrica de dormentes. Ela é o vértice do “T” investido, de onde a construção partiu nas três direções, duas conectando os portos (Suape e Pecém) e uma seguindo para o cerrado piauiense, em Eliseu MArtins. “Conforme o projeto vai andando, a construção usa o quilômetro anterior para que o trem da obra construa o quilômetro subsequente”, pontua.

A Ferrovia Transnordestina possui 1.753 quilômetros de trilhos, corta três estados em 81 cidades. Em Pernambuco, são 750 quilômetros, dos quais 400 estão prontos. A obra hoje encontra-se em 52% de conclusão de engenharia e é prevista para julho de 2018. Mais de 6 mil pessoas estão trabalhando na obra. O custo da obra passou por recente reajuste oficial, passando de R$ 7,5 bilhões para R$ 11,2 bilhões.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades