Prestes a ter a esposa empossada como deputada, Pimentel diz que disputa foi desleal

23 de janeiro de 2015


raimundo-pimentel-Foto-Breno-Laprovitera(1)

– Quem está dizendo é o deputado Raimundo Pimentel,  o prefeito de Araripina gastou mais de R$ 5 milhões para tentar eleger a sua esposa, e eu pergunto de onde saiu esse dinheiro ?

Por Roberto Gonçalves

Em Araripina (PE), o deputado Raimundo Pimentel (PSB), disse em entrevista no Sistema Grande Serra de Comunicação nesta sexta-feira (23), que sai da Alepe com o sentimento do dever cumprido e que a maior prova disso, foi a eleição da deputada Socorro Pimentel.

– Mas uma vez nós fomos perseguidos implacavelmente, os aliados do prefeito nos tomaram três municípios importantes, na tentativa de derrotar dra Socorro. Me tomaram o prefeito de Cabrobó, me tomaram a prefeitura de Bodocó e em Santa Cruz a ex-prefeita Eliane Soares. Esses três municípios, teriam somado à nossa votação, aproximadamente mais 15 mil votos. Ou seja, se eu tivesse disputado a eleição passaria dos 50 mil votos. Mas mesmo assim, dra socorro repetiu a votação que eu tive na eleição passada – disse o deputado.

O socialista afirmou também, que ocorreu na última eleição, o maior derrame de dinheiro na história da política no Araripe.

– Quem está dizendo é o deputado Raimundo Pimentel,  o prefeito de Araripina gastou mais de R$ 5 milhões para tentar  eleger a sua esposa, e eu pergunto de onde saiu esse dinheiro ? de onde saiu esse recurso ? para que o prefeito saisse por aí, comprando voto pelo sertão afora, num esforço desesperado, num esforço de vaidade, de orgulho pessoal, prá tentar eleger a sua esposa. Portanto foi uma eleição desleal – disparou Pimentel.

A entrevista aconteceu no programa Tribuna Livre 1ª edição, que é apresentado pelo radialista Genival de Souza.

COMENTÁRIOS

Facebook

Receba Novidades